• Ana Paula Peron

Cuide dos conflitos antes de cair no abismo!

Você já percebeu que, depois de um ponto, parece muito difícil reverter um conflito? Não é só uma impressão: é fato!


Como lidar com NÍVEIS DE CONFLITO é o tema da SÉRIE de artigos, iniciada nos dois textos anteriores, baseada na “ESCALADA DOS CONFLITOS”, abordagem do consultor e mediador Friedrich Glasl, que sistematizou os 9 DEGRAUS DE AGRAVAMENTO DO CONFLITO. Um processo que mostra o que pode LEVAR RELAÇÕES AO LIMITE E AO ABISMO, e um conceito que também pode ser entendido como um processo pelo qual UM CONFLITO SE INTENSIFICA ao longo do tempo.


No segundo artigo da Série, chegamos até o 5º Degrau da escalada dos conflitos e, agora, neste terceiro e último texto, iremos até o final dela: o 9º Degrau.


Lembrando o que já apresentei, entre o 1º e o 3º Degraus, O OBJETO DO CONFLITO AINDA É O TEMA que o gerou, e as conversas ou discussões se focam em torno disso. Do 4º Degrau até o 6º Degrau, O OBJETO DO CONFLITO JÁ PASSA A SER O OUTRO, o opositor, o antagonista, e as discussões se focam na desmoralização desse inimigo. E, a partir do 7º Degrau, O OBJETIVO É A DESTRUIÇÃO DO OUTRO. Inicia-se um movimento de aniquilação. Já não basta desmoralizar.


É um momento no qual já não há qualquer qualidade humana presente e QUALQUER DANO AO INIMIGO É PERCEBIDO COMO UMA VITÓRIA. As ameaças são transformadas em ações. Desse ponto em diante, as partes descem a ladeira e as ações destruidoras só crescem de um para com o outro lado.


No 9º Degrau, o lema é DESTRUIR DE UMA VEZ POR TODAS o inimigo. Avançam os ataques até se chegar ao golpe final: JUNTOS AO ABISMO! Nesta fase, a destruição do oponente só parece ser possível juntamente com a própria destruição. Segue uma retórica irreversível baseada no “EU MORRO, MAS ACABO COM MEU OPONENTE!”


É chocante! Mas estou segura de que você já viu isto ocorrer em sua vida, com pessoas próximas ou distantes do seu cotidiano.


De fato, A CADA DEGRAU HÁ o risco iminente de descer mais e mais e, também, DIVERSAS OPORTUNIDADES PARA REVER PENSAMENTOS E AÇÕES. A cada degrau que você desce, pode fazer diferente. Basta optar por uma escolha que leve a outros caminhos, a um movimento contrário a esta escalação violenta.


Algumas perguntas podem te inspirar a ampliar as oportunidades, por exemplo:


- Será que esta diferença entre nós representa algo vital para mim?

- Estou reforçando um padrão de inflexibilidade?

- Quais serão as intenções positivas do meu antagonista, neste momento?

- Qual interesse fundamental ele defende?

- Estou reforçando um padrão de competição aqui?

- Será que posso evitar que os próximos passos nos levem à uma escalada deste conflito?

- Como estou me sentindo?

- O que é essencial para mim? E para meu antagonista?

- Podemos encontrar uma solução construtiva para as diferenças existentes?

- Se parece que não consigo mais fazer uma escolha positiva, será que posso conseguir ajuda externa?


Como disse o antropólogo e filósofo social René Girard:

Criamos inimigos como forma de evitar de lidar com o conflito dentro de nós mesmos. Nós controlamos nosso conflito interno projetando nossa violência sobre a comunidade, como bode expiatório”.

Por isso, é fundamental compreender O QUE, EM VOCÊ, PRECISA DESTE CONFLITO?

A todo momento, VOCÊ É CONVIDADO A SE OBSERVAR E COMPREENDER QUE ESCOLHAS FAZ E PARA ONDE ELAS TE LEVAM. Nos conflitos, não é diferente.

Soma-se a este pensamento a análise do próprio Friedrich Glassl:


“Apenas se NÃO prestarmos atenção aos sinais de alerta dados à consciência em cada um dos limiares, deixando que os instintos
e paixões nos arrastem com eles, é que a destruição assumirá dimensões cada vez maiores.”

Portanto, você precisa estar atento e consciente.


Então, me responda: Você pensa mesmo que o melhor a fazer, agora, é escalar este conflito? Você quer mesmo viver isto? Você sente mesmo necessidade de escolher este caminho? Para quê?


Desejo que você possa se orgulhar das suas escolhas e que elas te tragam aquilo que você deseja para si e para o mundo. O importante é ter como horizonte os teus sonhos e compreender que algumas escolhas os fortalecem e outras os tornam impraticáveis.


E, caso você precise esclarecer alguma dúvida específica sobre conflitos, escreva para mim. Terei uma imensa alegria em trocar ideias com você!


Além disso, se ainda não conferiu, não deixe de ler o artigo sobre REUNIÕES COM POTENCIAL EXPLOSIVO (RPE) e o que fazer em situações assim. Aprecie esse texto sem moderação, acompanhando a linha do tempo ou clicando em: https://lapidarconflitos.wixsite.com/meusite-2/post/reuni%C3%B5es-com-potencial-explosivo-rpe


FALE COM ANA PAULA PERON

  • Preto Ícone LinkedIn
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 por @ornando.comvc

Nome *

Email *

Assunto

Mensagem