• Ana Paula Peron

Todo conflito começa pequeno.

No artigo anterior apresentei as REUNIÕES COM POTENCIAL EXPLOSIVO (RPE) e como VOCÊ PODE ATUAR em situações assim, para resolver determinada situação. Aprecie esses textos sem moderação, acompanhando a linha do tempo ou clicando em https://lapidarconflitos.wixsite.com/meusite-2/post/reuni%C3%B5es-com-potencial-explosivo-rpe.



Nesta NOVA SÉRIE, falaremos sobre como uma ATUAÇÃO PROATIVA (OU NÃO) em situações conflituosas pode ser definitiva para o crescimento do mesmo.


Para isso, apresentarei a “ESCALADA DOS CONFLITOS”, abordagem do consultor e mediador de conflitos Friedrich Glasl, que sistematizou os 9 DEGRAUS DE AGRAVAMENTO DO CONFLITO e como eles podem levar relações ao LIMITE e ao ABISMO.

Antes, porém, é importante compreender o que é um conflito!


Para o psicólogo, escritor e educador Pierre Weil, CONFLITO é uma situação de tensão, resultado do atrito entre forças APARENTEMENTE OPOSTAS E INCOMPATÍVEIS, tais como opiniões, atitudes, hábitos, necessidades e desejos.


Gosto especialmente quando Weil usa a expressão “aparentemente opostas e incompatíveis”, porque em minha experiência como mediadora tenho observado que as pessoas, não raras vezes, descobrem que seus conflitos poderiam ter sido minimizados se tivessem cuidado da relação e da comunicação desde o princípio.


Ou seja, com o devido cuidado, o que parece uma grande oposição, pode dar origem a um entendimento. De fato, todo conflito nasce pequeno, de uma divergência, um pensar diferente, um querer diferente. No entanto, sua dimensão e suas consequências dependerão exclusivamente do comportamento, das escolhas e das ações das pessoas nele envolvidas.


Os conflitos podem ser bastante CONSTRUTIVOS OU DEVASTADORES para uma relação, seja ela pessoal ou profissional. Serão construtivos tanto mais as partes consigam SE RESPEITAR E COMPREENDER mutuamente e sair engrandecidas de uma situação de discordância.


COMPREENDER NÃO SIGNIFICA CONCORDAR, é importante que se diga.

Divergências podem ser respeitadas sem prejuízo para o relacionamento, de modo que não se configure ainda num conflito. Ou podem se agravar, afastando cada vez mais a possibilidade de construção de um entendimento, destruindo relacionamentos.

Não à toa, existe um grande medo de falar sobre seus conflitos e muitas pessoas preferem fugir dele. Enfrentar diferenças pode abalar nossa identidade ou nossa aparente segurança. Pode, ainda, dividir grupos ou mesmo acabar com uma família. Mas fugir deles pode ter o mesmo efeito, portanto, é preciso TER CONSCIÊNCIA DAS AÇÕES e conhecimento de formas de tratar esta situação.


Lembre-se: escolher não fazer nada já é fazer alguma coisa!


Assim, atente para os conflitos superados em sua vida e observe como essa relação se fortaleceu, promovendo mais confiança e conexão. Relações que são capazes de enfrentar conflitos cuidadosa e abertamente são relações mais fortes e potentes.


Além disso, conflitos sempre existirão e precisarão de nossa atuação consciente e consistente para que possamos atuar com efetividade, conhecer mais sobre o tema é fundamental. O conflito em si não é um problema, a forma como lidamos com ele, sim.

Vamos, então, compreender o que é uma “Escalada dos Conflitos” e descobrir como VOCÊ pode utilizar-se dela para compreender os conflitos que está vivendo e atuar positivamente?

Quanto mais intenso fica um conflito, maiores são as chances dos envolvidos se perderem nele, se enredando de forma a não mais conseguir controlar a situação, por conta das paixões, das emoções, do que chamamos “perder a cabeça”. Na medida em que isto ocorre, as chances de entendimento vão diminuindo drasticamente até que não se tenha mais volta e isso gera a escalada... Um processo que pode levar horas, dias, meses. Ou somente alguns minutos.


Escalada dos Conflitos – Degrau 1: ENDURECIMENTO. Tudo começa com uma divergência, os pontos de vista se firmam e se entrechocam e, assim, é percebida uma tensão no ar e por nossa desatenção, por vezes não percebemos e o endurecimento se fortalece. Ainda, prontidão para a cooperação é maior que a ideia de concorrência e uma boa conversa de esclarecimento pode restaurar a situação e as partes podem voltar a se concentrar nos temas centrais da discussão para a solução.


Se isso não ocorrer, a situação entra no Degrau 2 – DEBATE/POLÊMICA, temas do próximo artigo. 


Se tiver alguma dúvida específica sobre conflitos. Terei uma imensa alegria em trocar ideias com você!

Lapidar, um caminho precioso para relações mais saudáveis.

FALE COM ANA PAULA PERON

  • Preto Ícone LinkedIn
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2020 por @ornando.comvc